Gerenciamento administrativo: o robô como aliado na sua empresa

Gerenciamento administrativo: o robô como aliado na sua empresa

Agregar o bot nas estratégias de vendas e comércio pode ser útil para impulsionar o negócio para outros perfis de consumo

Relatórios de metas e objetivos carecem de informações atualizadas. E, como o perfil do consumidor varia constantemente, juntar parâmetros e tendências pode demandar uma força-tarefa e investimentos financeiros.

O que acontece com a aplicação de chatbots é o oposto disso. Em portais empresariais ou até mesmo no e-commerce, a ferramenta tenta ampliar o tempo de visita de cada usuário. Por meio do chat, demandas, críticas, avaliações e até mesmo a forma como o potencial cliente escreve são processados pelo chatbot e enviados para a central do empreendimento.

Ou seja, a todo momento a direção do negócio terá informações importantes sobre a dinâmica de compra e vendas, posicionamento da marca diante dos consumidores, perfil socioeconômico e modelo de gastos e investimentos, entre outros pontos-chave que podem nortear a estratégia de negócio. Com essa gama de conhecimento, até mesmo estruturar e equipar uma equipe comercial se torna mais simples.

Direcionamento estratégico

O capital humano não é totalmente dispensado com a implementação de um chatbot. Uma das principais reclamações de usuários de serviços de call center é o longo tempo de espera até o atendimento e o encaminhamento do cliente a departamentos que, muitas vezes, não podem resolver a demanda.

O chatbot elimina essas possibilidades. A tecnologia permite a identificação correta do problema apresentado pelo usuário que, em seguida, é direcionado para setores que realmente podem oferecer a finalização do atendimento.

Pesquisas de satisfação

O chatbot também pode ser aplicado em pesquisas de opinião e satisfação do cliente. Essa também é uma oportunidade de fidelização, uma vez que a ferramenta pode ser programada para, após a pesquisa, oferecer serviços e outros produtos do modelo de negócio. Pesquisas assim também têm potencial para transformar a gestão do empreendimento.

Em 2016, um sistema de chatbot foi implantado na rede de atendimento telefônico ao beneficiário da Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Unimed Fesp). O resultado, após poucos meses de funcionamento, mostrou queda de 37% para 2% dos abandonos de ligações e o nível de serviço da central de atendimento subiu de 29% para 98%. Além disso, foi economizado R$ 1,8 milhão com a implantação da ferramenta.  (fonte:https://ipnews.com.br/unimed-fesp-economiza-r18-milhao-com-adocao-de-chatbot/).

Portanto, uma maneira de impulsionar o setor comercial de sua empresa é adquirir informações-chave que podem fazer o negócio avançar e conquistar novos perfis de consumidores. Esse é um trabalho que o chatbot desenvolve com bastante praticidade, a partir de conceitos tecnológicos bastante avançados.

Co-founder da Agência Poussée, empreendedora, formada em Publicidade e Propaganda, especialista em branding e construção de marcas. Criei a Poussée para ajudar marcas a alinharem seu negócio e comunicação a partir do propósito. Meu objetivo é provocar a transformação de negócios e impactar em seu crescimento de forma humana, responsável e totalmente focada em performance.
Post criado 16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo