Como a COVID-19 impacta o marketing?
Como a COVID-19 impacta o marketing?

Como a COVID-19 impacta o marketing?

Que o marketing está passando por um período de mudanças devido à pandemia da COVID-19, não existem dúvidas. Isso se dá em virtude de um novo cenário que começou a se desenhar, movido pelas novas perspectivas do mercado e dos consumidores.

Períodos de crise fazem surgir oportunidades e novos hábitos de consumo, e as marcas precisam acompanhar esse ritmo. O marketing, assim, precisa se reinventar e buscar estratégias novas para fazer o mercado seguir funcionando.

Se você se interessa por esse assunto tanto quanto nós, não deixe de acompanhar o artigo que preparamos. Assim, você vai entender melhor os impactos da crise e saber como reagir a ela. Vamos lá?

COVID-19 e o marketing

As recomendações da OMS sobre a COVID-19 levaram a população a permanecer em casa, e uma nova realidade ganhou força. O e-commerce, por exemplo, foi a solução encontrada para suprir as demandas essenciais das famílias, uma vez que ir aos estabelecimentos deixou de ser uma prática comum.

Já produtos menos importantes, como itens de vestuário e beleza, foram perdendo a força nesse momento. Com a mudança de prioridades, as compras foram sendo cada vez mais direcionadas para artigos de primeira necessidade. Portanto, alimentos, higiene e medicamentos subiram nas vendas.

Delivery e streaming foram ferramentas que também cresceram. Com elas, alcançar o público ficou muito mais fácil, além da presença garantida em um período de crise. Todas essas situações demandaram mudanças no marketing das marcas, que precisaram se adequar.

Se antes sua marca não vendia online, hoje essa passa a ser uma necessidade. Ou, talvez, você precise investir em mais canais digitais. Mudanças na comunicação e nas prioridades de venda são outras opções para quem busca se manter bem colocado no mercado.

Como lidar com esses impactos?

Neste momento, é importante pesar as decisões, mais do que nunca. Em alguns casos, a solução é adiar lançamentos e campanhas para que elas tenham os resultados esperados. Além disso, os clientes estarão melhor preparados para o engajamento necessário.

Sobre as ofertas em andamento, o marketing das companhias tem buscado soluções que incentivem as pessoas a ficar em casa. Inúmeras marcas, entre elas algumas gigantes, criaram sistemas de acesso gratuito a conteúdos para assinantes e não assinantes.

Logo, streaming, cursos, conteúdos em séries e filmes, entre outros, estão à disposição das famílias. Esse tipo de ação de marketing é pertinente, humana e ajuda, ainda, a divulgar o seu catálogo de serviços. Ou seja, sempre dá para adequar as estratégias ao cenário atual.

Expandir o e-commerce é outra iniciativa forte, ou mesmo iniciar negócios online se você ainda não os tem. Vale a pena repensar os passos planejados para alcançar os consumidores, já que é lá que eles estão. O importante deixa de ser a prospecção de clientes novos: priorize manter os que já estão com você.

Juntos, somos mais fortes

É natural que cenários atípicos como a crise da COVID-19 recriem as dinâmicas corporativas e de vendas. Acompanhando o público, as marcas encontraram novas formas e espaços de venda, interação e entrega. Mesmo os carros-chefe em vendas podem ser revistos em períodos de crise.

O segredo é entender que não existem estratégias fixas agora. É possível redistribuir recursos e transformar o que sua marca tem a oferecer. Quem não vendia online pode vender, e quem nunca abriu conteúdo gratuito pode fazê-lo. Por que não trazer mais conteúdo online e mostrar o que mais te importa hoje?

Os impactos da COVID-19 no marketing podem, ainda, ir além. Em meio a este cenário de incertezas, o caminho nem sempre é óbvio. Vamos fortalecer negócios juntos? Deixe aqui seu comentário que responderemos a sua dúvida sobre o assunto!

Deixe uma resposta

Fechar Menu