Data-driven marketing: usando o poder dos dados a favor dos seus resultados

Data-driven marketing: usando o poder dos dados a favor dos seus resultados

O data-driven marketing, ou marketing orientado por dados, é uma técnica surgida nos últimos anos no meio comercial. Além de oferecer mais possibilidades aos lojistas, trata-se de um meio eficiente de expandir vendas e alcançar o público-alvo mais indicado. Além do habitual uso da internet, a rotina de agora permite que as marcas utilizem sua presença digital para captar informações valiosas. É preciso ser rápido e acompanhar as mudanças.

Com o conceito de “novo normal”, não faltam adaptações para quem busca chegar ou se manter no topo do mercado. Mais competitivo e com exigências cada vez mais consistentes, ele vê um personagem determinante no centro dos negócios: o cliente. Acompanhe o conteúdo que preparamos e saiba como os dados podem impulsionar o seu empreendimento nos dias atuais.

Boa leitura!

Por que o data-driven marketing é tão importante?

Na prática, o data-driven marketing vai além da simples coleta de informações. A cultura de dados compreende a obtenção dos mesmos, a análise e o cruzamento do material para conclusões certeiras. Como assim? Os recursos tecnológicos modernos permitem a identificação de tendências a partir desse processo, assim como um entendimento mais amplo sobre o público.

Com o fortalecimento do mercado digital, o perfil do consumidor mudou, de modo geral. Essa nova face dos compradores, muitas vezes, não é entendida pelas marcas. Isso porque essa transformação tem acontecido em um ritmo muito rápido, dificultando a criação de campanhas, ações personalizadas e o lançamento de novos produtos no mercado.

Por isso, o data-driven marketing é fundamental para as corporações. A partir dele, a matemática e os indicadores vão sinalizar o que funciona e o que precisa ser alterado. Mais do que isso, a nova dinâmica do processo de compra começa a ficar mais clara para os gestores, indicando de forma única o melhor caminho a seguir. Para as marcas, escolhas intuitivas não funcionam.

Assim, as preferências dos clientes se destacam, ao mesmo tempo em que as mudanças sutis que acontecem nesse momento vão sendo entendidas. Em outras palavras, o data-driven marketing transforma informações em insights e guia as marcas para decisões mais acertadas. Com tantas mudanças no perfil do consumidor devido à pandemia, não dá para perder tempo.

A interpretação dos dados coletados é o ponto mais relevante desse processo, em especial no novo cenário onde diferenciais competitivos são ainda mais essenciais. Afinal, não adianta criar soluções, produtos ou conteúdos que não sejam percebidos pelo público-alvo da maneira pretendida. Ou, ainda, é inviável produzir algo que apresente custos sem retorno.

Nossa dica, portanto, é investir em data-driven marketing como uma cultura consistente aliada aos avanços tecnológicos. Vale lembrar que o processo demanda reflexão não sendo, portanto, automático. Para iniciar essa implementação no seu negócio, confira a seguir algumas dicas e prepare-se para crescer no mercado e otimizar as vendas.

Os dados a favor dos resultados na prática

O data-driven marketing, como mencionado, tem tudo a ver com tecnologia e comportamento. A aplicação de novas referências antes de dar passos comerciais depende, primeiramente, do estabelecimento dos objetivos. Qual a sua meta? Estabeleça números e referências para seguir adiante.

A seguir, é necessário definir quais métricas serão analisadas, e a frequência desse acompanhamento. Aqui, as respostas obtidas direcionam os novos passos corporativos, de modo que as próprias métricas vão se aperfeiçoando. Na sequência, decisões cada vez mais acertadas levam a ganhos significativos e, também, à melhora da colocação da marca no mercado.

Assim, benefícios como uma abordagem proativa surgem. Além dele, a produção de conteúdos relevantes e o melhor aproveitamento das ações da marca são outros impactos positivos do data-driven marketing. Conhecer a fundo o público sempre foi importante, mas, agora, ir além é acompanhar de forma veloz transformações que acompanham o ritmo das novas rotinas.

O valor agregado do planejamento estratégico

Quando pensamos em data-driven marketing, a palavra-chave é análise. A coleta e posterior integração dos dados obtidos, com a devida expertise, é o caminho para produtos mais bem desenvolvidos. O retorno do investimento se torna natural, pois o “novo normal” ampliou o acesso à internet e a oferta de dados. São eles que guiam os gestores a decisões mais estratégicas, já que as informações analisadas permitem entender o perfil do público-alvo.

É preciso que todos os procedimentos sejam realizados de forma idônea e correta, pois falhas na coleta ou na interpretação do material podem levar a erros. Mais do que algo a ser seguido cegamente, o marketing de dados é um estímulo que desafia as empresas.

Logo, o  data-driven marketing é uma das ferramentas acessíveis aos comerciantes que querem crescer em meio à pandemia. Outras estratégias são ideais para uma construção conjunta da identidade da marca, aliada ao aumento das vendas. Para saber mais, acesse nosso artigo sobre gestão de redes sociais, a aposta ideal para alavancar o seu negócio

Vinicius Passos

CEO da Agência Poussée, empreendedor, formado em Publicidade e Propaganda e especialista em performance digital. Atuo há dez anos no desenvolvimento de estratégias de marketing e no gerenciamento de projetos para clientes com metas agressivas, gerando vendas e novas oportunidades de negócios.

Deixe uma resposta

Fechar Menu