5 exemplos excelentes de chatbots para testar
Global communications network perforated paper speech bubble

5 exemplos excelentes de chatbots para testar

Antes de escolher o bot para sua empresa, tente uma avaliação com um consultor ou especialista

O mercado de softwares oferece uma gama de diferentes tipos de bots que, em sua maioria, são fáceis de implantar e manusear. Porém, muitos empreendimentos falham na hora de adquirir a ferramenta, que pode não ser adequada ao perfil do modelo de negócio. Uma precaução é ouvir um especialista ou consultor que apresente a melhor estratégia para a empresa.

Vamos analisar algumas delas, vem comigo!

SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente

É o modelo mais usado por boa parte das empresas. A proposta aqui é otimizar o atendimento ao consumidor final, oferecendo facilidades e comodidade. Esse é o caso em que a integração de departamentos e setores internos da empresa deve estar afinada, pois só assim as informações podem ser direcionadas para a equipe certa e a solução de problemas tomará menos tempo do cliente.

Otimizador

Aqui a estratégia é oferecer o maior nível de interatividade ao consumidor. Esse modelo de bot se encaixa perfeitamente em empreendimentos que possuem serviços e produtos online ou em que o consumidor pode solicitá-los sem ter de sair de casa ou fazer uma ligação. Em muitas redes de fast food, por exemplo, o serviço de entrega delivery pode ser solicitado pela aplicação, em poucos passos e fornecendo o mínimo de informações para o chatbot.

Reconhecimento de voz

Algumas empresas ligadas ao ramo da saúde já possuem bots telefônicos que simplesmente sabem reconhecer a voz do consumidor. Mais que isso, podem responder algumas perguntas e executar comandos ditados pela voz. Como o ambiente de atendimento é virtual, poucos são os ruídos da conversa, o que otimiza o diálogo e reduz a possibilidade de estressar o cliente.

Geoprocessador

Unindo tecnologia com perfis de consumo, é possível implantar bots que compreendem os principais interesses do consumidor apenas comparando e analisando lugares por onde ele passou. Por meio do smartphone, o bot identifica hotéis, restaurantes e bares frequentados pelo cliente, processa os dados e depois envia textos com sugestões de consumo alinhadas às preferências da pessoa.

Tira-dúvidas

Para escritórios e prestadores de serviços, bots com essa funcionalidade oferecem pré-atendimento, ideia de orçamento ou encaminham o consumidor diretamente para um atendimento com técnico ou profissional. Uma vez que nem todos os profissionais precisam se deslocar fisicamente para prestar serviços e oferecer produtos, chatbots com essa finalidade podem ser bastante úteis em e-commerce e lojas virtuais para triagem e atendimentos rápidos.

Fique atento!

A lista é ainda maior. Porém, é possível encontrar a ferramenta mais alinhada com o modelo de negócio que você atua. Para evitar gastos desnecessários ou mesmo a criação de um bot com finalidades equivocadas, o mais aconselhável é recorrer a um consultor nessa tomada de decisão. Além disso, investir em um site de alto desempenho pode ser uma opção bastante interessante. Aliando as duas ferramentas e utilizando exemplos bem sucedidos como referência, as chances de seu negócio decolar serão muito maiores.

Suzana Chiodo

Co-founder da Agência Poussée, empreendedora, formada em Publicidade e Propaganda, especialista em branding e construção de marcas. Criei a Poussée para ajudar marcas a alinharem seu negócio e comunicação a partir do propósito. Meu objetivo é provocar a transformação de negócios e impactar em seu crescimento de forma humana, responsável e totalmente focada em performance.

Deixe uma resposta

Fechar Menu